Proprioceptiva

Propriocepção é a capacidade em reconhecer, sem o uso da visão, a localização espacial do corpo, a força exercida pelos músculos e a posição de cada parte do corpo em relação às demais. Levante uma das pernas e feche os olhos… você está utilizando a propriocepção! Desenvolvendo-a melhoramos a consciência corporal, o equilíbrio e a postura, o que por sua vez facilita a execução de qualquer movimento e torna mais eficiente a atividade, além de reduzir a incidência de lesões articulares.

O controle da estabilidade articular é mantido pela presença de estruturas neurais nas articulações, ligamentos e músculos. Estes recebem e enviam para o sistema nervoso central informações sobre tensões, pressões ou distensões nas partes do corpo, para que o cérebro decida como reagir para a manutenção do equilíbrio. Alguns dos sensores responsáveis são:

  • Órgãos tendinosos de Golgi, sensíveis à tração exercida nos tendões indicando a força que está sendo exercida sobre a musculatura, impedindo lesões.
  • Fusos musculares, responsáveis pelo comprimento da fibra muscular no repouso (postura) e durante o movimento.
  • O labirinto, localizado no ouvido é sensível a alterações da cabeça no sentido vertical e horizontal. Também atua na identificação da posição de todo o corpo, permitindo que alguém saiba se está deitado, em pé ou em qualquer outro posicionamento espacial.

    Ao pisarmos em um buraco, os proprioceptores são estimulados e mandam um sinal para o sistema nervoso central, que orienta a musculatura envolvida na região a ajustar os tendões e ligamentos para não cairmos. Esse mecanismo de informação para reação acontece em todas as regiões do corpo. “É um processo de consciência corporal, coordenação dos movimentos, ajuste postural e proteção das articulações”, explica Renato José Soares, fisioterapeuta do laboratório de Biomecânica da USP.

Os exercícios proprioceptivos devem ser utilizados como treino complementar para base de qualquer atividade e esporte praticado, inclusive devem ser orientados para os alunos iniciantes.

Entre seus benefícios estão o fortalecimento de tendões e ligamentos, a melhora do equilíbrio e da postura, permitindo que qualquer movimento seja mais preciso e econômico, e por fim na prevenção de lesões, diminuídas porque os tendões e ligamentos ficam mais fortes e porque os reflexos e o equilíbrio melhoram.

1
Olá como podemos lhe ajudar?
Powered by